IJC DESDE : 2017

Formado pelo Projeto Dança e Cidadania em 2005 onde aprendeu técnicas de danças urbanas e danças de salão. Ele se dedicou ao Hip Hip, Street Jazz, Jazz Funk e Stiletto. Aprimorando suas técnicas em diversos Cursos, Workshops, Espetáculos e Aulas. Atualmente é bailarino da Tribo Cia de Dança. E ministra Aulas de Stiletto e Sreet Jazz no IjC

Conheça outros professores

Saiba mais sobre os nossos talentosos professores

A dança surgiu cedo na vida de Nathalia. Começou a fazer “música com os pés com sua mãe, Juliana Castro, aos 5 anos de idade. Aos 11 anos, se viu completamente apaixonada pela arte do sapateado e prometeu a si mesma que nunca iria parar de sapatear. Participou do antigo Grupo TAP, grupo mirim de sapateado, liderado por Juliana Castro e com coreografias de Cí­nthia Moraes, e da TAP Companhia de Sapateado, também dirigida por Juliana Castro. Sabe que no sapateado o estudo deve ser sempre contínuo e, por isso, busca sempre se atualizar com os professores de mais alto renome tanto no Brasil quanto no exterior, dentre eles Steven Harper, Lane Alexander, Michelle Dorrance, Jason Samuels Smith, Chloe Arnold e Derick Grant.
    Vitor Avelar é professor de danças à dois (Dança de Salão), coreógrafo, diretor, bailarino e ator. Professor com experiências internacionais, levando a cultura brasileira para França, Suíça Holanda, entre outros. Iniciou seus estudos em dança no projeto social Dança e Cidadania no ano de 2006, onde se formou em danças de salão, e posteriormente, retornou ao projeto como professor em edições seguintes. Idealizador e produtor do Movimento Mexa-se Brasília tem Dança. Diretor geral e coreógrafo da Companhia Ensaio - Dança e Teatro, desenvolve shows e espetáculos com os mais variados estilos de danças de salão e teatro. Atualmente investe em estudos de comunicação e relacionamentos aplicados à dança de salão, acreditando na profunda melhoria da vida das pessoas que entendem e aplicam a essência destes três elementos.
      Graduada em Educação Física e Pós-graduada em Desporto Adaptado pela Universidade de Brasília, especializada em Sapateado Americano – TAP Dance. Responsável pela comemoração do Dia Internacional do Sapateador (25 de maio) em Brasília, Juliana se firmou dentre os mais respeitados nomes da dança no DF. Já dividiu palco com outros grandes nomes da dança como Steven Harper e Jane Alexander, deu aulas em algumas academias da cidade e sua maior realização começou em 2004 com a abertura da Escola de Sapateado. A Escola evoluiu e deu lugar à Tribo das Artes que, além do sapateado, proporciona aulas e eventos de dança de diversas modalidades. Lá, Juliana continua trabalhando com o TAP Dance, mas agora procura atingir todas as idades. “Para mim a dança é mais uma forma de educação cidadã, porque estimula disciplina e perseverança em quem pratica“, diz a sapateadora. “O sapateado é arte, principalmente, dos pés, mas é também dançado com o corpo e, por que não, com o coração”, completa.