IJC DESDE : 2011

Gaúcha de Uruguaiana, iniciou na dança na década de 80 aos sete anos de idade em Brasí­lia, tempo em que o JAZZ representava a grande atração expressiva da década. O interesse pela arte, expressão corporal e a paixão pelos esportes foram decisivos para sua formação acadêmica, Licenciatura em Educação Física pela Universidade Católica de Brasília.

Hoje trabalha como personal trainer, professora de ginástica localizada e de pilates no IJC onde também é integrante do grupo de jazz Corpo em cena cia de dança, fundado pela diretora e coreógrafa Lenamaria Botelho desde 1989.

Conheça outros professores

Saiba mais sobre os nossos talentosos professores

Iniciou tendo aulas de Street Jazz e Danças Performáticas em 2009. Em 2010 começou a ter aulas de danças urbanas. Em 2012 ingressou no grupo Tribo. Cia de dança e começou a pesquisar sobre Wacking, Vogue e Jazz Funk. Já esteve em aulas de Ballet Clássico, contemporâneo e Jazz Moderno. Atualmente ministra aulas de Stilleto, Street Jazz e integra a equipe do Grupo Tribo como bailarino e co-coreografo.
    Vitor Avelar é professor de danças à dois (Dança de Salão), coreógrafo, diretor, bailarino e ator. Professor com experiências internacionais, levando a cultura brasileira para França, Suíça Holanda, entre outros. Iniciou seus estudos em dança no projeto social Dança e Cidadania no ano de 2006, onde se formou em danças de salão, e posteriormente, retornou ao projeto como professor em edições seguintes. Idealizador e produtor do Movimento Mexa-se Brasília tem Dança. Diretor geral e coreógrafo da Companhia Ensaio - Dança e Teatro, desenvolve shows e espetáculos com os mais variados estilos de danças de salão e teatro. Atualmente investe em estudos de comunicação e relacionamentos aplicados à dança de salão, acreditando na profunda melhoria da vida das pessoas que entendem e aplicam a essência destes três elementos.
      Vinicius teve seu primeiro contato com a Dança de Salão em 2011, como aluno do Instituto de Dança Juliana Castro (IJC), oportunidade na qual pôde conhecer um pouco mais sobre o mundo da dança. Isso o motivou, no mesmo ano, a entrar para a equipe de monitores do próprio IJC, onde permaneceu por três anos e meio, tendo aprimorado sua técnica e seu conhecimento nos diversos ritmos da Dança de Salão. Contudo, foi o Zouk que virou sua grande paixão. Atualmente, é dançarino na Cia de Dança Briathos, por onde apresentou coreografias em congressos e mostras de Dança de Salão pelo país, e professor de Zouk do IJC, além de ser proprietário e gerenciar a marca Zouk Music.