IJC DESDE : 2014

Tudo começou aos 8 anos de idade, quando Samuel Ninaut ingressou na Escola de Música de Brasília e teve assim o seu primeiro contato com a música. Aos 11 anos, motivado a seguir os passos do pai, que dançava black music e tinha Michael Jackson como ídolo, Samuel Ninaut começou a ter aulas de break dance e hip hop. Aos quinze anos, foi descobrindo a sua verdadeira paixão pelo samba. Teve o seu primeiro contato com a Dança de Salão em 2012, como aluno e em seguida como monitor do Instituto de Dança Juliana Castro, onde permaneceu por pouco mais de dois anos, tendo formação em todos os ritmos da dança de salão. Em 2013, passou a fazer parte da companhia profissional de dança de salão Cia Zeijo, e com isso começou a ganhar notoriedade no cenário da dança. Atualmente, integra o quadro de professores do Instituto de Dança Juliana Castro e desenvolve um trabalho de dançarino e coreógrafo na Cia Zeijo.

Conheça outros professores

Saiba mais sobre os nossos talentosos professores

Iniciou sua carreira na década de 1980, em Brasília. Foi bailarina profissional dos Grupos BOSSA e ATOS Cia. de Dança. Em 1990 criou o Grupo AZZO Dança, onde dirigiu e coreografou por 10 anos. Participou dos Festivais de Dança de Uberlândia(MG), Joinville (SC), Rio de Janeiro (RJ), Campo Grande (MS) e Bento Gonçalves (RS) obtendo, em todos, remiações. Ministrou vários cursos de Dança Contemporânea em Brasília. Participou, como jurada, em eventos como Taguatinga Dança, Desfiles das Escolas de Samba de Brasília e audições de grupos de dança. Coreografou o Espetáculo "Terra Vermelha" - Tributo a Jorge Amado, para o Grupo DANÇARTE. Em 2013, está ministrando dança contemporânea no IJC.  
    Dedica-se à  salsa desde 2006 quando formou a Cia Sí­ncronos com Rosana Lobato. Esteve presente em grandes eventos no Brasil e no exterior como Rio Salsa Congress e NY Salsa Congress. Em 2008 conheceu o grande maestro e nome da salsa mundial, Eddie Torres. Desde então, estuda e colocou o estilo mambo NY Style na CiaSí­ncronos. Em suas aulas gosta de explorar bem o "sabor" na dança e a suavidade para dançar salsa à dois.
      Júlia Gunesch, nascida em Pirenópolis – GO, é atriz, diretora, maquiadora, bailarina e coreógrafa de Dança de Salão e Tribal Fusion. Graduada em Artes Cênicas, Bacharelado, pela Universidade de Brasília – UnB, atua na área desde 2006, tendo realizado trabalhos para teatro, cinema, televisão e shows de dança. Desde 2011 desenvolve um trabalho diferenciado unindo Dança de Salão e teatro de forma híbrida e performática, a fim de tornar mais orgânica e completa a união entre os dois. É possível encontrar mais informações sobre esse tema em seu trabalho final no curso de Artes Cênicas, onde desenvolveu a pesquisa “A aplicação dos princípios da Dança de Salão ao processo criativo de uma cena”. Ainda em 2011 dirigiu o renomado espetáculo AMASSA! que funde os princípios da dança de salão, dança contemporânea, artes marciais e teatro. Em 2013 realizou a direção cênica dos espetáculos Andanças de um Malandro e Manual do bom Condutor, do grupo Atuadança, participando também como atriz e bailarina. Hoje integra o grupo de circo, teatro e dança Trupe de Argonautas como intérprete e desenvolve uma parceria na dança de salão com Oscar Ricarte, além de compor o quadro de professores do Instituto de dança Juliana Castro.