IJC DESDE : 2014

Tudo começou aos 8 anos de idade, quando Samuel Ninaut ingressou na Escola de Música de Brasília e teve assim o seu primeiro contato com a música. Aos 11 anos, motivado a seguir os passos do pai, que dançava black music e tinha Michael Jackson como ídolo, Samuel Ninaut começou a ter aulas de break dance e hip hop. Aos quinze anos, foi descobrindo a sua verdadeira paixão pelo samba. Teve o seu primeiro contato com a Dança de Salão em 2012, como aluno e em seguida como monitor do Instituto de Dança Juliana Castro, onde permaneceu por pouco mais de dois anos, tendo formação em todos os ritmos da dança de salão. Em 2013, passou a fazer parte da companhia profissional de dança de salão Cia Zeijo, e com isso começou a ganhar notoriedade no cenário da dança. Atualmente, integra o quadro de professores do Instituto de Dança Juliana Castro e desenvolve um trabalho de dançarino e coreógrafo na Cia Zeijo.

Conheça outros professores

Saiba mais sobre os nossos talentosos professores

Iniciou tendo aulas de Street Jazz e Danças Performáticas em 2009. Em 2010 começou a ter aulas de danças urbanas. Em 2012 ingressou no grupo Tribo. Cia de dança e começou a pesquisar sobre Wacking, Vogue e Jazz Funk. Já esteve em aulas de Ballet Clássico, contemporâneo e Jazz Moderno. Atualmente ministra aulas de Stilleto, Street Jazz e integra a equipe do Grupo Tribo como bailarino e co-coreografo.
    Júlia Gunesch, nascida em Pirenópolis – GO, é atriz, diretora, maquiadora, bailarina e coreógrafa de Dança de Salão e Tribal Fusion. Graduada em Artes Cênicas, Bacharelado, pela Universidade de Brasília – UnB, atua na área desde 2006, tendo realizado trabalhos para teatro, cinema, televisão e shows de dança. Desde 2011 desenvolve um trabalho diferenciado unindo Dança de Salão e teatro de forma híbrida e performática, a fim de tornar mais orgânica e completa a união entre os dois. É possível encontrar mais informações sobre esse tema em seu trabalho final no curso de Artes Cênicas, onde desenvolveu a pesquisa “A aplicação dos princípios da Dança de Salão ao processo criativo de uma cena”. Ainda em 2011 dirigiu o renomado espetáculo AMASSA! que funde os princípios da dança de salão, dança contemporânea, artes marciais e teatro. Em 2013 realizou a direção cênica dos espetáculos Andanças de um Malandro e Manual do bom Condutor, do grupo Atuadança, participando também como atriz e bailarina. Hoje integra o grupo de circo, teatro e dança Trupe de Argonautas como intérprete e desenvolve uma parceria na dança de salão com Oscar Ricarte, além de compor o quadro de professores do Instituto de dança Juliana Castro.
      Vitor Avelar é professor de danças à dois (Dança de Salão), coreógrafo, diretor, bailarino e ator. Professor com experiências internacionais, levando a cultura brasileira para França, Suíça Holanda, entre outros. Iniciou seus estudos em dança no projeto social Dança e Cidadania no ano de 2006, onde se formou em danças de salão, e posteriormente, retornou ao projeto como professor em edições seguintes. Idealizador e produtor do Movimento Mexa-se Brasília tem Dança. Diretor geral e coreógrafo da Companhia Ensaio - Dança e Teatro, desenvolve shows e espetáculos com os mais variados estilos de danças de salão e teatro. Atualmente investe em estudos de comunicação e relacionamentos aplicados à dança de salão, acreditando na profunda melhoria da vida das pessoas que entendem e aplicam a essência destes três elementos.